Livro convida as pessoas para uma viagem interna e decisiva. Esgotado nas livrarias, o livro “Com licença, posso entrar?” aposta na sensibilidade para encantar os leitores

São mais de 90 páginas de crônicas e outras histórias sobre um novo jeito de ver a vida. “Com licença, posso entrar?”, da jornalista gaúcha Ju Farias, fala sobre o amor em tempos de dor e deixa claro a leveza na linguagem da obra. Sucesso de público em portais nacionais como A Soma de Todos os Afetos, Demasiado Humano e O Segredo, a escritora conta que a ideia da obra foi reunir algumas das crônicas de maior acesso na internet, que já chegam a mais de dois milhões.

“Aprendi que só evoluímos quando entendemos quem somos e aceitamos nossa imperfeição. Essa é a forma mais bonita de compreender as voltas que o mundo dá e desviar da rota sempre que a dor for maior que o amor”, completou.

Esgotado em algumas livrarias de Brasília, Porto Alegre e São Paulo, o livro conta histórias rotineiras e faz com que o leitor reflita sobre sua posição no mundo. “Não estamos aqui para fazer uma viagem qualquer, nós estamos aqui vivendo a vida e essa experiência precisa ser inteira, colorida e até dolorida de vez em quando. O importante é não parar de caminhar”, acrescenta.

A obra está disponível no portal da editora Autografia e também nas livrarias Cultura, Saraiva, Cia dos Livros e Amazon.