Festival Internacional de Fotografia Brasília Photo Show abre segundo ciclo de exposições em Brasília e conquista galerias em SP, RJ, GO, PR, RS e MG. Estimativa de público chega a 5 milhões de visitantes

O Festival Internacional de Fotografia Brasília Photo Show abre, em 9 de maio, o segundo ciclo de exposições na capital. Trabalhos inéditos ganham as galerias do JK e Terraço Shopping. O mês também marca uma conquista para o BPS: mostras com as obras premiadas irão viajar pelo Centro-Oeste, Sul e Sudeste do país. A coletânea visita São Paulo, Rio de Janeiro, Goiânia, Campinas e Ribeirão Preto com exibições nos espaços de arte das unidades da Fnac. Em junho, os registros que estão no livro da edição passada – lançado em novembro último colorem o Taguatinga e o Brasília Shopping e aterrissam em Curitiba, Porto Alegre, Belo Horizonte e novamente em São Paulo.

A estimativa de público, contanto todas as cidades, ultrapassa 5 milhões de pessoas. “A sede do festival é Brasília. Estamos no terceiro ano desse projeto e conseguir que as mostras extrapolem fronteiras é muito significativo. Ano que vem, se tudo der certo, teremos exposições na Europa”, detalha Edu Vergara, fotógrafo idealizador e curador do BPS. O BPS é um festival que recebe cliques de fotógrafos amadores e profissionais de todas as partes do planeta. “Sempre digo que o essencial é aquilo que a fotografia desperta em quem lhe dedica o olhar. Seja aqui no Brasil ou mundo afora, queremos proporcionar a surpresa, a emoção, evidenciar a força da fotografia, por isso é importante que as mostras coloquem o pé na estrada”, detalha Vergara. As inscrições para a edição 2017/2018 estão abertas até 2 de julho. A temática é livre.

Na trilha do Brasília Photo Show

Os livros dos 1º e 2º Festival Internacional de Fotografia Brasília Photo Show estão sendo distribuídos em galerias no Brasil e exterior. Na primeira edição (2015/2016), a organização do festival recebeu 5,4 mil fotos. Duas mil imagens foram habilitadas, depois de uma curadoria da equipe do BPS, para postagem no Facebook, despertando curtidas, comentários, compartilhamentos. Ao todo foram mais de 5,2 milhões de visualizações auditadas pela rede social.

Na segunda edição (2016/2017), quase 7 mil inscrições foram recebidas e 4,8 mil habilitadas e postadas no Facebook depois da curadoria do idealizador, gerando cerca de 10 milhões de visualizações auditadas pela rede social. “Recebemos desde imagens de pessoas que jamais pegaram em um equipamento profissional e capturaram, do smartphone, momentos com a exuberância e a beleza de um trabalho artístico, até fotos de profissionais que registram seu trabalho na National Geographic”, explica Vergara.

A partir daí, o público conectado ao Facebook e uma equipe de curadores ligados a galerias de arte – que trabalharam informalmente na escolha – chegaram aos mais de 600 trabalhos impressos nos livros já lançados (306 em cada edição). As publicações chamam a atenção pela estética e qualidade editorial. “As fotos que serão exibidas para o grande público no ciclo de exposições de 2017 são as que foram premiadas em 2016. Em 2018, quem participar do BPS deste ano poderá ter a obra exibida nas exposições”, enfatiza Vergara. Os livros estão à venda no site www.brasiliaphotoshow.com.br e na Fnac.

A organização do festival faz questão de promover o contato dos fotógrafos com o público. Por isso, a legenda dos trabalhos expostos inclui os dados da foto premiada e o e-mail do autor. Em 2016, a novidade do livro foi a foto de capa. Ela foi clicada por Patrícia Patriota, de Brasília, que conseguiu retratar um momento único pelas lentes de um celular. “Essa imagem é a prova de a fotografia vive hoje um momento histórico e de grande transformação. Qualquer pessoa, com uma câmera profissional ou amadora, pode registrar imagens de grande impacto e emoção. Há pouco tempo atrás, isso seria uma grande blasfêmia”, brinca o curador do BPS.

Leilão
O ciclo de exposições de 2017 terá uma atração inédita: o leilão que será realizado em julho no Brasília Shopping. Os quadros das 100 fotos melhores colocadas na edição passada farão parte do Leilão Foto Social, evento que arrecadará fundos para entidades carentes do Distrito Federal. “Os lances iniciarão com valores irrisórios, mas podem atingir cifras consideráveis e ajudar muita gente. Parte da renda será destinada aos autores. É um incentivo a produzir mais e melhor”, revela Vergara.

Números BPS

BPS 2015/2016
5,4mil fotos recebidas
2 mil imagens postadas no Facebook
Mais de 5,2 milhões de visualizações auditadas pela rede social

BPS 2016/2017
6,4mil inscrições
4,8mil imagens postadas no Facebook
10 milhões de visualizações auditadas pela rede social

SERVIÇO

Inscrições para o Brasília Photo Show 2017/2018
Data: Até 2 de julho de 2017
Local: www.brasiliaphotoshow.com.br
Venda dos livros: Fnac e www.brasiliaphotoshow.com.br
SEGUNDO CICLO DE EXPOSIÇÕES EM BRASÍLIA
– 09 a 21 de maio: JK Shopping
– 23 de maio a 4 de junho: Terraço Shopping
– 06 a 18 de junho: Taguatinga Shopping
– 20 de junho a 2 de julho: Brasília Shopping – Encerramento com Leilão

Cronograma de exposições fora de Brasília
MAIO
FNAC MORUMBI – de 4 a 31 de maio – coquetel de lançamento na noite de abertura
FNAC CAMPINAS – de 4 a 31 de maio
FNAC RIBEIRÃO PRETO – de 4 a 31 de maio
FNAC GOIÂNIA – de 4 a 31 de maio

JUNHO
FNAC PAULISTA – de 31 de maio a 30 de junho – coquetel de lançamento na noite de abertura
FNAC CURITIBA – de 1º a 30 de junho
FNAC PINHEIROS – de 1º a 30 de junho – coquetel de lançamento na noite de abertura
FNAC PORTO ALEGRE de 1º a 30 de junho – Bate papo com Edu Vergara dia 17 de junho
FNAC BELO HORIZONTE – de 1º a 30 de junho
FNAC RIO DE JANEIRO – BARRA DA TIJUCA – de 30 de maio a 30 de junho – coquetel de lançamento na noite de abertura