Forestfire naturezas e rituais dos antepassados. Abertura da exposição do artista mexicano Biophillick acontecerá na próxima terça (5), no Antonieta Café, da Asa Norte

Mostra fotográfica, vídeo arte, música e performance. Estes são os componentes que estarão presentes na abertura da exposição FORESTFIRE naturezas e rituais dos antepassados, do artista mexicano Biophillick. A miscelânea expressiva contou com a colaboração do artista visual Paulo Viana e estará aberta ao público a partir da próxima terça-feira (05), no Antonieta Café, Asa Norte.

Explorando temas que englobam amplos aspectos sobre a vida, a natureza, bem como a realidade física e o mundo espiritual, Jhavier Loeza, artista mexicano e arquiteto, é conhecido pela visão criativa que gira em torno de seu avatar “Biophillick”. Atualmente residindo em Brasília, o artista expôs suas obras em galerias e museus da Cidade do México ao longo dos últimos três anos.

Para a exposição ForestFire, do Antonieta Café, Biophillick propõe a apresentação do videoclipe, de mesmo nome, e uma série de registros fotográficos das vivências experimentadas por ele na rota mística do Peyote, medicina espiritual encontrada no deserto de San Luis Potosí, no México, durante viagem realizada em 2016.

A exposição conta com peças únicas de fotografias instantâneas e analógicas. Fotografias de performance no deserto “wirikuta”, uma produção audiovisual, ilustrações e artesanatos ‘Si’Kuli’, representativas da cultura “Huichol”, predominante naquela região. A abertura também contará com uma performance mixmídia de Biophillick, em colaboração com o dúo de música acústica “Paradoxa”, de Edgar Felipe e Kino Lópes, e uma performance com Paulo Vianna e Axyhara Ítalo.

O melhor do café

Com descendência italiana – mas com aquele gingado brasileiro – o espaço oferece um laboratório de experiências e consultoria em café, com o Los Feliz Café/Lab&, que realizará cursos, palestras e oficinas ligadas à cultura do café, desde o cultivo até a mesa. Nosso produto, prata da casa, vem da região de Patrocínio (MG), mais especificamente da Fazenda Jatobá.

A região foi a primeira do Brasil a receber denominação de origem do café, o que garante a qualidade e a procedência do produto. Só no ano de 2016 foram produzidas mais de 7 milhões de sacas de café, o que representa 12,5% da produção nacional. O grão do Arbor possui um sabor frutado de longa duração. Uma bebida encorpada, cremosa e aromática, com uma delicada acidez cítrica e um toque de chocolate. Além disso, tem selos de certificação de responsabilidade social e ambiental como o Rain Forrest.

Mais sobre o Antonieta Café

Inaugurado há menos de um ano, com espaço idealizado por Viviane Medrado, o Antonieta, misto de cafeteria, galeria e bar vem se tornando um ambiente plural e colaborativo que abraça todos os tipos de públicos e temas. Com uma pegada industrial e tendo parte da mobília feita com reaproveitamento de, somando a isso a inspiração de espaços em São Paulo, Nova York e Amsterdam, o local acredita na mistura de arte, cultura, gastronomia e música.

Desde a abertura já passaram por lá nomes como o do fotografo brasiliense Lucas Las Casas, a banda O Tarot, com a première do clipe Meridiana, brindada com apresentações acústicas do grupo e do cantor Kelton, eventos como o Brasília Sessions e o Sofar, que trouxeram artistas como La Baq, Raquel Reis, Tiju, Funqquestra e Rosa Luz.

A Global Street Fashion também esta passando uma temporada por lá, trazendo uma curadoria de peças de vestuário de cidades como Barcelona e Buenos Aires. O estilista Bernardo Rostand também teve o desfile de sua ultima coleção no espaço do Antonieta.

Além disso, o espaço é compartilhado com o escritório de arquitetura e design Uni Artes e pelo Los Feliz Café | Lab&Co, que realiza esporadicamente cursos e oficinas voltados pro mundo do café.

Serviço

Exposição – Forestfire naturezas e rituais dos antepassados
Local: SCRN 708/709 Bloco G Loja 20
Dia: Abertura – 05 de Novembro
Horário: das 12h às 22h, de segunda a sábado.
Entrada: Gratuita
Informações: (61) 9 82928194