A Saga de Brasília desembarca na sede da ONU em New York

Promovida pela Sociedade da Lingua Portuguesa da ONU, UNSRC, a exposição itinerante “Brasília 1957: Uma Saga do Século XX” aterrisou no privilegiado espaço denominado “Curved Wall” no edificio-sede da ONU desde 09 até 20 de outubro. Uma oportunidade única para colocar a história de nossa capital ao alcance das delegações de 192 paises que participam da Assembleia Geral da ONU.

As imagens inéditas do premiado fotógrafo sueco Ake Borglund, registradas em 1957, foram cedidas pela colecionadora e pioneira Mercedes Urquiza, radicada em Brasília desde 57, que assim completa a marca de mais de 60 países na divulgaçao da famosa epopéia. A mostra contou com 18 fotografias de 0,80 x 0,90m. e fazem parte do que foi considerado como um dos melhores acervos fotográficos do inicio de Brasília.

De fato, as fotografias são parte integrante de uma coleção autoral de 495 imagens do mesmo artista, que provavelmente teriam sido engolidas pela poeira na distante capital da Suécia se não fosse pela persistente iniciativa de Mercedes, que dedicou 5 anos a localizar o fotografo e obter tais preciosidades. Agora ela traça novos planos para que a exposição seja mostrada em outros espaços nos Estados Unidos durante 2018. O primeiro já está sendo agendado na capital, Washington.